Última hora

Última hora

A Bélgica unida no luto

Em leitura:

A Bélgica unida no luto

Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de pessoas participaram esta noite, na igreja de São Pedro, em Lovaina, numa cerimónia religiosa dedicada às vítimas do acidente de autocarro na Suíça.

Entre os presentes encontravam-se vários alunos e professores da escola Saint Lambertus, frequentada pelas vítimas do sinistro.

Uma cerimónia que espelha um país unido na dôr apesar das divisões entre comunidades linguísticas.

As autoridades belgas declararam já um dia de luto nacional em memória das vítimas e criaram uma célula de assistência psicológica nas duas escolas afetadas pela tragédia.

Vários líderes internacionais como Barack Obama ou o presidente Cavaco Silva apresentaram as condolências ao monarca Belga. O Parlamento Europeu cumpriu ontem um minuto de silêncio em memória das vítimas.

A correspondente da Euronews afirma que, “durante a celebração, o padre da escola de Saint Lambertus perdeu a voz durante uns instantes. Não conseguia encontrar as palavras face à dôr que inundou a igreja. E para todos os presentes: o pessoal da escola e os outros alunos e bastantes cidadãos anónimos, o recolhimento nesta igreja é já uma forma de começar a aceitar o inconcebível”.