Última hora

Última hora

Familiares das vítimas vão ao local do drama

Em leitura:

Familiares das vítimas vão ao local do drama

Tamanho do texto Aa Aa

Dezenas de familiares das vítimas do acidente de autocarro na Suiça reúnem coragem para ver o local onde o drama se passou.

Uma viagem que é também um último gesto para um adeus depois de um breve recolhimento e uma última flor.

São igualmente numerosos os anónimos que se deslocam ao túnel de Sierra para depositar flores, o drama não deixou, na região, ninguém indiferente.

A prioridade das equipas médicas é agora os feridos, os que apresentam gravidade menor podem ser repatriados, mas os que ainda se encontram em perigo de vida, estão a ser acompanhados hora a hora como explica o médico belga, Michel Callens.

Hoje começou o repatriamento dos primeiros corpos dos 28 passageiros mortos na colisão do autocarro contra a parede do túnel de Sierre no cantão de Valais.

O autocarro belga transportava 52 pessoas, desviou a trajetória não se sabe ainda porque razões.

Transportava maioritariamente crianças, das escolas de Lommel e Heverlee, que vinham de umas férias na neve entrou neste túnel a cem quilómetros à hora, velocidade que não foi considerada excessiva nem causadora do desastre.