Última hora

Última hora

Justiça russa castiga três figuras ligadas à oposição

Em leitura:

Justiça russa castiga três figuras ligadas à oposição

Tamanho do texto Aa Aa

A Justiça russa decretou esta quinta-feira sentenças contra três figuras da oposição. Para as vozes críticas do Kremlin, é um sinal do novo presidente eleito, Vladimir Putin, contra os que se atrevem a contestar o poder.

O empresário Alexei Kozlov foi condenado a cinco anos de prisão por desvio de fundos e tentativa de branqueamento de capitais. Kozlov é casado com a jornalista Olga Romanova, organizadora de alguns dos maiores protestos contra Putin, nos últimos meses.

Romanova diz que “é preciso uma reforma dos tribunais, caso contrário não haverá mudanças, nem uma revisão dos resultados eleitorais. Nada”.

Poucas horas antes, o líder da extrema-esquerda Serguei Udaltsov recebeu uma sentença de dez dias de prisão por desobedecer à polícia, ao dirigir-se a um pequeno grupo de pessoas em Moscovo depois de uma manifestação pacífica no sábado passado.

Em reação ao veredicto, Udaltsov anunciou que pretende observar uma greve de fome enquanto estiver em cativeiro.

Pouco antes do líder da esquerda radical, foi a vez da Justiça russa condenar o “blogger” anticorrupção Alexei Navalny.

O ativista terá de pagar 1000 rublos – o equivalente a 26 euros – por ter recusado ir diretamente para casa no fim de um protesto na praça Pushkin de Moscovo.