Fechar
Login
Por favor, introduza os seus dados de login

Skip to main content

Bandeiras a meia haste, dirigentes europeus e cidadãos comuns recolhidos num minuto de silêncio… A Bélgica viveu esta sexta-feira um dia de luto nacional pelas vinte e duas crianças e seis adultos mortos num acidente de autocarro na Suíça.

Os corpos das vítimas foram transferidos em dois helicópteros militares da localidade suíça de Sion para Bruxelas.

O palácio real belga anunciou que o rei e a rainha assistirão na próxima quarta e quinta-feira aos funerais das crianças vítimas da tragédia.

A dor é particularmente intensa na localidade de Lommel, de onde era proveniente a maioria das crianças e adultos mortos no acidente rodoviário.

Ao microfone da euronews, um psicólogo militar chamado a assistir os próximos das vítimas pergunta “como é que se pode pedir a uma escola de Lommel para retomar as aulas de uma classe onde morreram 15 de um total de 22 alunos, onde vários outros continuam gravemente feridos. Seis ou sete crianças vão deparar-se com uma sala onde há 22 cadeiras, ainda com os nomes inscritos, com desenhos dos amigos ainda pendurados nas paredes. É preciso fazer um trabalho de reflexão”.

As restantes vítimas mortais vinham da localidade de Heverlee, onde foram lembradas esta sexta-feira com uma emotiva largada de balões brancos.

Copyright © 2014 euronews

Mais informação sobre