Última hora

Última hora

Clooney detido para chamar atenção sobre a crise no Sul do Sudão

Em leitura:

Clooney detido para chamar atenção sobre a crise no Sul do Sudão

Tamanho do texto Aa Aa

George Clooney espera que a detenção desta sexta-feira sirva para “chamar a atenção” para os “crimes de guerra” e a crise humanitária no Sul do Sudão.

O ator norte-americano, o pai e outros ativistas foram brevemente detidos na sequência de um protesto junto à embaixada sudanesa em Washington.

Depois de ser libertado, Clooney disse que espera “chamar a atenção para uma emergência, quando faltam cerca de seis semanas para o início da época de chuvas, o que significará muitas mortes. Uma das formas de chamar a atenção é aparentemente ser detido, já que pelos vistos não temos o direito de estar junto à embaixada do Sudão”.

O ator exige ao governo de Cartum que autorize o envio de ajuda humanitária internacional para a região fronteiriça do Sul do país, “antes que se torne na pior crise humanitária do globo”.

Clooney visitou recentemente o Estado do Kofordan do Sul, onde a população civil é confrontada com os violentos combates entre o exército sudanês e os rebeldes favoráveis a uma ligação com o Sudão do Sul, que obteve recentemente a independência. Segundo as autoridades norte-americanas, 250 mil habitantes do Estado sudanês sofrem de fome.