Última hora

Última hora

Governo sírio e rebeldes acusam-se de atentados

Em leitura:

Governo sírio e rebeldes acusam-se de atentados

Tamanho do texto Aa Aa

O governo da Síria e os rebeldes trocam acusações mútuas sobre a autoria dos atentados à bomba que mataram pelo menos 27 pessoas no sábado, em Damasco.

Enquanto os media oficiais dizem que foi obra dos rebeldes, os rebeldes acusam o exército regular dos atentados contra um edifício da polícia e outro dos serviços secretos, que fizeram, sobretudo, vítimas civis.

Os funerais das vítimas, de ambas as partes, têm sido transformados em manifestações.

Raqqa, no norte do país, foi palco de uma grande onda de protestos anti-governo. As imagens foram divulgadas pelos rebeldes através dos media sociais.

As imagens mostram, além das manifestações, cenas de tiroteio entre os militares e os rebeldes.

O país está a viver o primeiro aniversário do início da revolta popular contra o regime de Bashar el-Assad, enquanto crescem os pedidos de uma intervenção estrangeira. O conflito já fez mais de 8000 mortos e obrigou a mais de 230.000 deslocados.