Última hora

Última hora

Joachim Gauck 11° presidente da República Federal Alemã

Em leitura:

Joachim Gauck 11° presidente da República Federal Alemã

Tamanho do texto Aa Aa

Joachim Gauck é o 11° Presidente da República Federal Alemã. Nasceu em 1940 em Rostock, ao mesmo tempo que as tropas de Hitler invadiam a Europa. Cresceu no nordeste da Alemanha e, como os restantes alemães, sofreu na pele as consequências dos erros cometidos pelo país.

A sua família foi particularmente afetada. Em 1951, o pai, capitão da marinha durante a guerra, foi detido e deportado para um campo na Sibéria onde viveu quatro anos.

Joachim Gauck, bem como os irmãos, são criados num ambiente de rejeição em relação a qualquer ideologia relacionada com o comunismo. Em outubro de 1955, o pau regressa a casa.

Aos 19 anos, Joachim Gauck decide estudar teologia mas não tem a intenção de se tornar pastor. A principal razão desta escolha deve-se a uma procura incessante de argumentos contra o marxismo socialista imposto na antiga RDA.

Em 1967 torna-se pastor numa pequena localidade de Mecklemburgo e em 1971 muda-se para Rostock, a maior cidade da da região. Joachim Gauck acaba por se tornar num jovem pastor que, apesar de tudo, segue a via religiosa.

Ao contrário do que aconteceu na Polónia, onde a igreja se opõe ao Estado comunista, os líderes religiosos fazem as pazes com os dirigentes ateus da União Soviética e da RDA. Estes mesmos líderes aceitam trabalhar num contexto religioso limitado, sob o lema “A Igreja no Socialismo.” Fora da sua congregação, Gauck junta-se à Igreja evangélica de Mecklemburgo e participa na organização de conferências religiosas.

Como todos os críticos em relação ao Estado, o novo Presidente alemão era vigiado pela polícia secreta, mas nunca foi detido. O primeiro sermão assumidamente anti governo foi pronunciado a 19 de outubro de 1989, no dia a seguir à renuncia do chefe de Estado, Erich Honecker.

Os verdadeiros defensores dos direitos cívicos acusam-no de só ter assumido o seu anti comunismo quando já não corria quaisquer riscos. Nas semanas seguintes, o pastor tornou-se num militante político e começou a debruçar-se sobre os dossiês do Ministério da Segurança de Estado. Depois das eleições parlamentares livres de março de 1990, o pastor de Rostock é eleito deputado e juntamente com outras personalidades políticas propõe uma lei para a conservação e utilização dos dossiês da Stasi.

Na última sessão do Vollkskammer, a Câmara do Povo, Gauck é nomeado enviado especial para os dossiês pessoais da Stasi.

Na Alemanha unificada, em vez de se reformar Joachim Gauck prefere continuar a defender os seus temas de predileção: liberdade e democracia. O próprio diz ser um professor da democracia.

Gauck separou-se da primeira mulher há 20 anos. Vive há 12 anos com uma jornalista, mas nunca se casou pela segunda vez. Mesmo assim, Daniela Schadt terá o estatuto de primeira-dama alemã.