Última hora

Última hora

No Cairo milhares de cristãos coptas choram a morte de Chenuda III

Em leitura:

No Cairo milhares de cristãos coptas choram a morte de Chenuda III

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de cristãos ortodoxos acorreram à catedral de Abasiya, no Cairo, para se despedirem do patriarca da Igreja Cristã Copta do Egito, Chenuda III, que morreu no sábado aos 88 anos.

Vestido com a coroa e uma túnica com adornos dourados, o cadáver do patriarca surgiu aos fiéis sentado na cadeira de São Marcos, que difundiu o cristianismo ortodoxo no Egito, onde ficará até ao funeral, marcado para terça-feira.

“Estou muito triste pela perda do Papa Chenuda, mas ao mesmo tempo estou muito feliz porque sei que agora está com Jesus”, disse uma mulher.

“Desde que nascemos foi o Papa Chenuda que nos protegeu e apoiou. Ele era tudo para nós”, sublinhou um crente.

A morte do patriarca ocorre num momento difícil das relações entre cristãos e muçulmanos no Egito.

Designado em 1971 Papa de Alexandria e patriarca da Igreja Copta Ortodoxa de São Marcos, Chenuda III nasceu em 1923 na província de Asiut, a sul do Cairo.