Última hora

Última hora

Afeganistão: Soldado americano suspeito da morte de 16 civis “não se lembra” dos factos

Em leitura:

Afeganistão: Soldado americano suspeito da morte de 16 civis “não se lembra” dos factos

Tamanho do texto Aa Aa

O soldado americano Robert Bales, suspeito de ter morto 16 civis no Afeganistão, “não se lembra” dos factos.

Esta a constatação do seu advogado após um encontro de mais de sete horas com o soldado na prisão militar de Fort Leavenworth, no Kansas, está detido.

De acordo com o advogado, Bales está em estado de choque.

“Ele lembra-se do que aconteceu naquela noite antes do alegado incidente e de algumas coisas do que se passou depois, mas não se lembra de nada entre as duas ocasiões”, disse o advogado John Henry Brown.

Entretanto as autoridades norte-americanas descobriram que Bales deve 1,5 milhões de dólares num caso de fraude que remonta a 2003, pouco antes de ele se ter alistado no exército.

Robert Bales que era corretor em Columbus, no Ohio, foi condenado a pagar a indemnizações por fraudes com produtos financeiros.

No passado dia 11 de março Bales saiu da base da NATO na província de Kandahar, matou 16 civis afegãos, regressou à base e entregou-se.

Se for condenado pelos crimes de que é acusado, Robert Bales incorre na pena de morte.