Última hora

Última hora

Paris aperta o cerco a radicais islâmicos

Em leitura:

Paris aperta o cerco a radicais islâmicos

Tamanho do texto Aa Aa

Mão pesada para potenciais extremistas.
 
É o que promete o chefe de Estado francês para evitar que o exemplo de Merah possa ser seguido.
 
Nicolas Sarkozy anunciou uma reforma legislativa com penas para os infratores:
 
“As pessoas que consultarem de forma regular sites que defendem o terrorismo ou que incitem ao ódio e à violência serão punidos criminalmente. As pessoas que viajam para o estrangeiro para seguir a doutrinas que conduzam ao terrorismo serão punidas criminalmente. A propagação e a apologia de ideologias extremistas serão punidas por um crime inscrito no código penal com os meios já utilizados no combate ao terrorismo.”
 
Sarkozy retomou esta quinta-feira a campanha eleitoral para as presidenciais que interrompeu, tal como outros candidatos, depois do ataque contra a escola judaica em Toulouse.