Última hora

Última hora

Mali: Situação confusa após golpe militar

Em leitura:

Mali: Situação confusa após golpe militar

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos um morto e 40 feridos é o balanço das vítimas do golpe de estado, levado a cabo pelos militares, no Mali.

O país está sob recolher obrigatório e, segundo fontes militares, o presidente Amadou Toumani Touré estará num campo militar, acompanhado de membros da guarda presidencial.

Os residentes de Bamako, a capital, foram surpreendidos pela presença dos militares nas ruas.

A situação é algo confusa. A revolta começou na quarta-feira, na guarnição de Kita, quando um grupo de soldados se amutinou para reclamar mais meios para a luta contra os rebeldes do norte e estendeu-se depois às bases de Koulouba, nos arredores de Bamako e Gao, no nordeste do país.

Os amutinados anunciaram na quinta-feira na televisão terem posto fim ao “regime incompetente” do presidente Touré e decretaram a dissolução de todas as instituições.

As fronteiras do país foram encerradas. A maior parte dos serviços e estabelecimentos comerciais também estão encerrados.