Última hora

Última hora

Futebol volta a causar violência em Port-Saïd

Em leitura:

Futebol volta a causar violência em Port-Saïd

Tamanho do texto Aa Aa

A violência regressou à cidade egípcia de Port-Saïd, depois da federação de futebol ter sancionado duramente o clube da cidade.

Pelo menos uma pessoa morreu e dezoito ficaram feridas depois dos confrontos de ontem entre a polícia e milhares de manifestantes, que voltaram hoje a sair às ruas numa nova jornada de protestos.

O clube Al-Masry foi suspenso da liga egípcia de futebol por dois anos e o estádio local foi encerrado por três, em reação aos distúrbios violentos no estádio de Port-Saïd em fevereiro.

Os apoiantes do clube protestam contra as sanções, acusando o exército de estar por detrás da morte de 74 espetadores, ao não ter intervido durante os incidentes.

Desde ontem, que a cidade se encontra bloqueada pelos manifestantes que paralisaram o porto da cidade.

Segundo a federação egípcia de futebol, a responsabilidade do balanço trágico dos incidentes é do próprio clube, que teria encerrado as saídas do estádio após a invasão do relvado, aprisionando centenas de espetadores nas bancadas.