Última hora

Última hora

Oposição a Putin discute união em torno de um novo partido social-democrata

Em leitura:

Oposição a Putin discute união em torno de um novo partido social-democrata

Tamanho do texto Aa Aa

A oposição russa voltou hoje a manifestar-se nas principais cidades do país para exigir eleições livres e a libertação dos prisioneiros políticos.

Milhares de pessoas desfilaram em São Petersburgo para voltar a exprimir a revolta contra a reeleição de Vladimir Putin no início do mês.

Uma manifestação que decorreu sem incidentes, num momento em que a oposição a Putin tenta unir-se para formar um novo partido social-democrata.

Depois de Gorbatchov ter evocado a questão, dois deputados da Duma lançaram o processo de formação de um novo partido, tendo convocado uma reunião de todos os movimentos de esquerda para o próximo dia 5 de Abril.

O debate acontece depois do parlamento ter aprovado uma reforma que facilita a criação de partidos políticos no país.

Um movimento que ocorre quando o patriarca russo apelou este sábado à união do país face aos protestos da oposição, depois da catedral de Moscovo ter sido palco de uma performance anti-Putin em fevereiro.

Um grupo de rock tinha invadido o templo sob o lema, “nossa senhora livra-nos de Putin” para criticar o apoio da igreja ao presidente eleito.

A ação, que irritou o patriarca, originou um movimento de solidariedade de milhares de fiéis que numa carta, apelaram à libertação dos três membros do grupo detidos pela polícia.