Última hora

Última hora

Toulouse: Abdelkader Merah investigado por cumplicidade em ato terrorista

Em leitura:

Toulouse: Abdelkader Merah investigado por cumplicidade em ato terrorista

Tamanho do texto Aa Aa

O irmão do assassino de Toulouse foi presente esta manhã a um juiz de instrução, num momento em que aumentam as suspeitas sobre a implicação nos ataques que mataram sete pessoas.

Abdelkader Merah que declarou estar orgulhoso das ações do irmão, mas que rejeitou qualquer participação, poderá ser indiciado por cumplicidade em ataque terrorista.

A mãe do assassino e a cunhada que se encontravam igualmente em prisão preventiva foram já libertadas sem quaisquer acusações.

O advogado da mulher de Abdelkader Merah reconhece que este tinha uma forma particular de praticar a sua religião que poderia tê-lo levado a uma forma de extremismo salafista, uma corrente fundamentalista do islão.

O jornal francês Le Parisien avançava ontem a informação de que o telefone portátil de Abdelkader Merah teria sido localizado nos arredores da escola judia atacada no dia 19 pelo assassino de Toulouse.

Abdelkader teria igualmente jantado com o irmão no dia anterior ao ataque que provocou a morte de três alunos e um professor.

O jovem de 29 anos é agora o principal suspeito da investigação depois de ter sido alvo de um inquérito em 2007 por alegadas ligações a uma rede fundamentalista islâmica em Toulouse.