Última hora

Em leitura:

Senegal apaziguado com vitória de Macky Sall


Senegal

Senegal apaziguado com vitória de Macky Sall

O ex-primeiro-ministro do Senegal Macky Sall foi eleito presidente do país, colocando fim a 12 anos de poder de Abdoulaye Wade.

A festa começou logo que o presidente de saída felicitou o seu rival pela vitória no segundo turno das eleições presidenciais antes mesmo da divulgação dos resultados oficiais.

Cerca de cinco milhões de eleitores foram convocados a escolher entre Wade ou Sall, os candidatos mais votados no primeiro turno das eleições, realizado a 26 de fevereiro.

Segundo os primeiros resultados divulgados por canais de televisão e rádios locais, Macky Sall aparece como vencedor com uma grande maioria dos votos.

No discurso da vitoria o recem eleito presidente declarou que «Esta noite marca o início de uma nova Era para o Senegal e que será o presidente de todos os senegaleses».

O país respira de alívio. A população senegalesa receava que uma vitória do atual presidente provocasse uma crise pós-eleitoral com consequências graves para o futuro do país.

Os protestos contra a candidatura de Wade causaram uma onda de violência no Senegal, que causaram a morte de oito pessoas e deixaram dezenas de feridos em enfrentamentos entre seguidores da oposição e forças de segurança.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Cameron no fundo do oceano