Última hora

Última hora

Telavive rompe com Conselho de Direitos Humanos da ONU

Em leitura:

Telavive rompe com Conselho de Direitos Humanos da ONU

Tamanho do texto Aa Aa

Israel anunciou um corte de relações com o Conselho de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas, que na semana passada decidiu investigar os colonatos judaicos da Cisjordânia.

Esta decisão implica que os investigadores da ONU não poderão realizar seu trabalho pessoalmente no território israelita ou na Cisjordânia.

Este porta-voz do governo explicou que como o conselho da ONU em Genebra ignora os seus pontos de vista decidimos deixar de colaborar com eles

Israel vai continuar cooperando com outros órgãos da ONU.

A investigação internacional, solicitada pela Autoridade Palestina, foi aprovada na quinta-feira, e o único país do conselho a votar contra foram os Estados Unidos.

O governo de Israel e colonos chegaram ontem a um acordo para transferir os moradores de Migron, maior e mais antiga colonia ilegal da Cisjordânia.

O acordo prevê que os colonos se mudem do local atual para uma colina a 2 km de distância, quando as casas estiverem construídas.

O controle das terras onde fica Migron será transferido, após a mudança, para a administração militar israelita.