Última hora

Última hora

Estados Unidos: Supremo Tribunal conclui análise da reforma do sistema de saúde

Em leitura:

Estados Unidos: Supremo Tribunal conclui análise da reforma do sistema de saúde

Tamanho do texto Aa Aa

Termina esta quarta-feira a discussão no Supremo Tribunal dos Estados Unidos sobre a constitucionalidade da lei do sistema de saúde do governo de Barack Obama.

Durante três dias, os nove juizes do Supremo Tribunal ouviram os argumentos contra e a favor da lei. Em causa está a obrigatoriedade de todos os cidadãos subscreverem um seguro de saúde até 2014.

Os americanos estão divididos. Para esta cidadã, “A lei oferece proteção básica aos doentes, contra algumas práticas da indústria dos seguros. É uma verdadeira lei de proteção do consumidor”.

Os que argumentam contra, contam com a maioria conservadora dos membros do tribunal para boicotar o projeto:

“Penso que dos nove juizes, há cinco que são conservadores e penso que podem impedir a lei de passar. De acordo com as normas do Supremo Tribunal, tudo o que precisamos é de uma maioria”.

A justiça está tão dividida quanto a sociedade americana. Se os cinco juizes conservadores se unirem a inconstitucionalidade será decretada. Falta saber se o resto da reforma poderá ser aplicada. A decisão só será conhecida em Junho.

Se ganhar esta batalha, Obama poderá transformar o sistema de saúde num dos maiores argumentos da campanha eleitoral deste ano, tal como foi uma das maiores promessas da campanha que o levou à presidência.