Última hora

Última hora

O alarme volta a soar em Fukushima

Em leitura:

O alarme volta a soar em Fukushima

Tamanho do texto Aa Aa

Um novo derrame de água radioativa voltou a levantar preocupaçoes na central nuclear japonesa Fukushima-1.

Cento e vinte toneladas de água altamente contaminada derramaram-se através de uma fenda no cano do sistema de limpeza.

Oitenta litros chegaram ao mar. Foi registado um aumento acentuado do nível de radiação no local do derrame, centenas vezes superior aos valores normais.

Tokyo Electric Power, a operadora da central de Fukushima destruída pelo tsunami no ano passado diz que a situação está controlada.

Nesta altura, em que se medem os níveis de radioatividade sistematicamente, apenas foi mantido um reator para fornecimento ao frágil setor de energia.

O Japão dispunha de 54 reatores mas os técnicos não tem sido capaz de reiniciar os reatores que foram submetidos a manutenção devido a preocupações de segurança pública.