Última hora

Última hora

Total pode demorar 6 meses a reparar fuga de gás

Em leitura:

Total pode demorar 6 meses a reparar fuga de gás

Tamanho do texto Aa Aa

A fuga de gás na plataforma do Mar do Norte pode levar seis meses a reparar. A petrolífera francesa Total lançou um plano de emergência para tentar resolver o maior incidente da companhia na região nos últimos dez anos. De momento foi estabelecida uma zona de exclusão marítima e aérea em redor da plataforma Elgin.

“No pior dos casos vai ter de ser furado um poço de socorro. De momento parece ser a solução de último recurso mas se for essa a opção escolhida vai demorar cerca de seis meses” – esclarece Stuart Joyner, analista do setor.

Outra possibilidade é o envio de uma equipa de engenheiros para travar a fuga mas o risco é bastante elevado devido à nuvem de gás que envolve a estrutura.

“É claro que vão ser levantadas questões sobre as atitudes da Total neste caso, nomeadamente se houve alguma negligência” – sublinha o mesmo analista.

De acordo com a organização ambientalista norueguesa Belona, a situação está fora de controlo.

O valor das ações da Total desceu seis por cento esta terça-feira na bolsa de Paris.