Última hora

Última hora

A energia é o tema quente na corrida à Casa Branca

Em leitura:

A energia é o tema quente na corrida à Casa Branca

Tamanho do texto Aa Aa

A energia entrou na campanha para as presidenciais norte-americanas. Com o preço dos combustíveis a subir e a servir de arma aos Republicanos, o presidente contra-atacou.

Barack Obama defendeu o corte das ajudas fiscais de quatro mil milhões de dólares anuais à indústria petrolífera, evocando os lucros que esta tem e os preços dos combustíveis que fazem pagar aos americanos.

O presidente afirmou: “No ano passado, as três maiores companhias petrolíferas norte-americanas tiveram um lucro de 80 mil milhões de dólares. Só a Exxon arrecadou perto de 4,7 milhões de dólares por hora. Hoje, os membros do Congresso têm de escolher entre ficar ao lado das petrolíferas ou do povo norte-americano”.

Mas a lei, tal como se previa, foi bloqueada no Senado e as ajudas às cinco petrolíferas vão manter-se e as declarações acabam só por alimentar a campanha.