Última hora

Última hora

CDEAO procura solução para a crise política no Mali

Em leitura:

CDEAO procura solução para a crise política no Mali

Tamanho do texto Aa Aa

No Mali, enquanto a oposição trouxe para as ruas de Bamako milhares de manifestantes, em apoio à junta militar que tomou o país depois do golpe de estado, o presidente deposto deu ,pela primeira vez, sinais de vida.

Numa conversa telefónica com um jornalista da agência francesa AFP, Amadou Toumani Touré afirmou que se encontra bem, na companhia da família, a seguir atentamente o que se passa no país.

O país está a virar mais uma página da história, como comprovam os depoimentos na rua:

“Os nosso filhos morrem no norte e nós, as mulheres dos soldados, não queremos ATT, nem hoje, nem amanhã, nem nunca mais. Ele tem que sair do nosso caminho”.

“Nós, os malineses, estamos prontos para defender o nosso país mesmo que seja preciso pegar em armas, até à última gota do nosso sangue, porque só nós é que sabemos como estamos a viver aqui, na pobreza, na miséria… estamos cansados!”

Os militares tomaram o poder por considerarem que o presidente era incapaz de conter a rebelião touaregue no norte.

O golpe foi amplamente condenado pela comunidade internacional. A Comunidade Económica de Estados da África Ocidental está a tentar um compromisso de transição política.