Última hora

Última hora

Holanda: negociações difíceis dos cortes orçamentais vão continuar

Em leitura:

Holanda: negociações difíceis dos cortes orçamentais vão continuar

Tamanho do texto Aa Aa

O governo minoritário holandês e o aliado de extrema-direita no Parlamento voltaram à mesa das negociações, afastando pelo menos para já a perspetiva da queda do executivo.

O Partido da Liberdade de Geert Wilders tinha ameaçado esta quarta-feira pôr fim às negociações sobre os cortes orçamentais, por não estar disposto a fazer concessões na área da Saúde e nos subsídios de desemprego e pensões.

O primeiro-ministro Mark Rutte parece no entanto ter encontrado os argumentos para convencer Wilders a continuar o diálogo, iniciado no passado dia 5.

O executivo minoritário de Rutte precisa de aprovar cortes num total de 16 mil milhões de euros para 2013 para não ultrapassar o limite do défice público de 3 por cento do Produto Interno Bruto estabelecido pela União Europeia.

Sem os cortes, o défice previsto para o próximo ano é de 4,6 por cento do PIB.