Última hora

Última hora

Japão pronto a abater míssil norte-coreano

Em leitura:

Japão pronto a abater míssil norte-coreano

Tamanho do texto Aa Aa

O lançamento de um míssil, pela Coreia do Norte, previsto para meados de abril, preocupa a comunidade internacional. O governo de Pyongyang garante que o projétil serve apenas para lançar um satélite meteorológico. Tóquio e Washington receiam, contudo, o lançamento de um míssil balístico – o que viola as resoluções do Conselho de Segurança da ONU. O Japão deu mesmo ordens às suas forças armadas para destruírem o engenho, caso ameace o país.

O ministro japonês da Defesa, Naoki Tanaka, admitiu enviar contratorpedeiros para o Mar do Japão e para o Mar da China Oriental, equipados com o sistema Aegis de deteção e destruição de mísseis. Tanaka falou também em colocar sistemas de defesa antimíssil terra-ar Patriot em algumas ilhas mais a Sul e na área metropolitana da capital japonesa.

Os Estados Unidos e os seus aliados, entre eles, o Japão e a Coreia do Sul, pediram à Coreia do Norte que renuncie ao lançamento. Mas Pyongyang recusa abandonar o que considera o “direito” a lançar um “satélite pacífico”.

O lançamento do projétil visa celebrar o centésimo aniversário do nascimento de Kim Il-sung, líder fundador da Coreia do Norte. Imagens de satélite, de uma empresa norte-americana, mostram que os preparativos para o lançamento já começaram.