Última hora

Última hora

Megaoperação antiterrorista agita campanha presidencial francesa

Em leitura:

Megaoperação antiterrorista agita campanha presidencial francesa

Tamanho do texto Aa Aa

Foi uma operação policial muito mediatizada, a cerca de três semanas da primeira volta das presidenciais francesas. Durante a madrugada desta sexta-feira, 19 presumíveis islamitas foram detidos, numa megaoperação em Nantes, Toulouse, Lyon e Le Mans. Uma investigação no quadro de “associação de malfeitores em relação com organização terrorista”.

Mohamed Achamlane, líder do grupo “Forsane Alizza” – Cavaleiros do Orgulho – foi um dos detidos, na rusga de Nantes. O grupo foi oficialmente banido pelo ministério francês do Interior, em fevereiro último, mas continuaria a operar. Foram igualmente apreendidas várias armas, incluindo granadas e kalashnikovs.

A operação não tem qualquer relação com o caso Mohamed Merah, que matou três militares, um rabino e três crianças judias, na região de Toulouse e Montauban.

Em plena campanha eleitoral, a ação de Nicolas Sarkozy, candidato à sua sucessão, é aprovada por 70 por cento dos inquiridos, e permite-lhe subir nas sondagens.