Última hora

Última hora

Folclore em Lisboa contra reforma territorial

Em leitura:

Folclore em Lisboa contra reforma territorial

Tamanho do texto Aa Aa

As ruas de Lisboa encheram-se, este sábado, de trajes e contares folclóricos. O ambiente parecia de festa, mas o assunto era grave.

Duzentas mil pessoas, segundo os organizadores, ou 60 mil, segundo a polícia, vieram manifestar-se contra o plano de fusão de freguesias, exigido pela troika ao governo.

Para o líder do Bloco de Esquerda, esta manifestação é uma verdadeira moção de censura ao governo. “O Passos de Coelho, hoje, sofre aqui uma derrota forte”, afirma Francisco Louçã, que explica: “Porque o País que se levanta e que faz festa na Av. da Liberdade, é aquele que quer que haja, no território, democracia, responsabilidade, pessoas que, de olhos nos olhos, tratam os problemas e assumem as responsabilidades. São eleitos – portanto, respondem pelos outros.”

Nesta Jornada Europeia de Ação contra o Capitalismo, os jovens portugueses também saíram à rua. Em Lisboa, manifestaram-se contra o desemprego e a precariedade.