Última hora

Última hora

O regresso gradual a Fukushima

Em leitura:

O regresso gradual a Fukushima

Tamanho do texto Aa Aa

O Japão levantou parcialmente as restrições de acesso a duas povoações nos arredores da central nuclear de Fukushima.

A medida, anunciada na sexta-feira, entra em vigor hoje, mais de um ano após o acidente nuclear que obrigou as autoridades a decretar uma zona de exclusão de 20km em torno da central de Daichi.

Até ao final de Abril, 16 mil dos 80 mil habitantes deslocados da zona vão poder regressar às suas casas nas localidades de Tamura e Kawauchi, onde a radioatividade não supera os 20 milisievert anuais.

As autoridades permitirão ainda um acesso por algumas horas aos residentes das áreas com uma radioatividade compreendida entre 20 e 50 milisievert.

A reavaliação da zona de exclusão ocorre num momento em que os trabalhos de desmantelamento da central, atingida por um terramoto e um tsunami em Março do ano passado, poderão durar várias décadas.

A companhia elétrica japonesa TEPCO anunciou, na sexta-feira, que mantém os planos para construir um novo reator nuclear na região, mas sem confirmar a data inicialmente prevista de 2021.