Última hora

Última hora

EUA: 7 mortos em tiroteio em universidade de Oakland

Em leitura:

EUA: 7 mortos em tiroteio em universidade de Oakland

Tamanho do texto Aa Aa

Um atirador de origem sul-coreana matou sete pessoas e feriu outras três numa universidade privada católica de Oakland, no Estado norte-americano da Califórnia.

O suposto assassino, identificado pelo chefe da polícia local como One Goh, entregou-se às autoridades na cidade vizinha de Alameda.

Howard Jordan explicou também que, durante o incidente, “várias pessoas esconderam-se, bloqueando portas com móveis e estavam cheias de medo. Algumas estavam feridas e tiveram de ser resgatadas. Foi preciso forçar a entrada em várias salas, porque estavam fechadas por trás de portas que não conseguiam abrir”.

Segundo uma testemunha, o atirador assistia a uma aula na universidade de Oikos, tendo-se levantado de repente e começado a disparar.

A mesma testemunha explicou que ele “alvejou um aluno no peito, depois alvejou outra pessoa. Começou simplesmente a disparar como um louco e todos começaram a correr”. E acrescenta que, “com a passagem do tempo”, viu ainda serem retirados do local “pelo menos dois corpos”.

Segundo as autoridades, o atirador de 43 anos tem a dupla nacionalidade sul-coreana e norte-americana e é um ex-aluno da universidade.

O suspeito foi detido a cerca de oito quilómetros do local do tiroteio, depois de se ter refugiado num supermercado.