Última hora

Última hora

Começa julgamento de líderes do golpe de 1980 na Turquia

Em leitura:

Começa julgamento de líderes do golpe de 1980 na Turquia

Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de turcos reclamaram esta quarta-feira Justiça para as vítimas do golpe militar de 1980.

O protesto decorreu em frente ao tribunal de Ancara onde teve início o julgamento histórico dos militares que conduziram o golpe.

Kenan Evren, atualmente com 94 anos, é acusado de “crimes contra o Estado”. O ex-general, que serviu como presidente nos anos 80, é julgado juntamente com outro membro da antiga junta militar, o ex-comandante da força aérea Tahsin Sahinkaya, hoje com 87 anos. A idade avançada e o estado de saúde dos dois homens fez com que não assistissem à primeira audiência do processo, tornado possível depois do referendo de 2010, que levantou a imunidade aos generais golpistas.

Uma mulher explica que o pai e o marido “foram detidos e torturados” na sequência do golpe de 12 de Setembro de 1980.

O deputado curdo Ahmet Turk afirma que “não é uma questão de sentenciar Evren e Sahinkaya, mas de mostrar à sociedade como as pessoas foram usadas pelo Exército”.

Face à idade avançada dos réus, é improvável que enfrentem qualquer pena, mas o julgamento é particularmente simbólico num país onde o Exército desempenhou, durante décadas, um papel primordial nos destinos do Estado.