Última hora

Última hora

Síria: Oposição denuncia massacre enquanto o regime festeja o aniversário do partido Baas

Em leitura:

Síria: Oposição denuncia massacre enquanto o regime festeja o aniversário do partido Baas

Tamanho do texto Aa Aa

As imagens de um massacre em Homs foram divulgadas este sábado pelos rebeldes sírios. De acordo com os opositores ao regime de Bashar al-Assad, os treze corpos encontrados no bairro de Deir Baalba foram baleados na cabeça. Alguns apresentavam sinais de tortura e encontravam-se vendados. Todos tinham as mãos atadas atrás das costas. Os mortos não foram identificados. Embora as acusações sobre a autoria do massacre caíssem de imediato sobre elementos fiéis ao regime, há também a possibilidade das vítimas serem apoiantes do presidente sírio. Têm-se registado massacres de alauitas, a seita xiita à qual pertence a família Assad. O bairro de Deir Baalba, em Homs, é uma área mista.

Entretanto em Damasco, milhares de apoiantes de Bashar al-Assad participaram nos festejos do sexagésimo quinto aniversário do partido Baas. A agência noticiosa estatal afirmou que os festejos se estenderam por todo o país.

Na terça-feira deverá entrar em vigor o cessar-fogo mediado pela ONU. As partes em conflito acusam-se mutuamente de intensificarem os combates antes do dia 10. De acordo com as Nações Unidas, o conflito já fez mais de nove mil mortos. Só este sábado morreram oito dezenas de pessoas, segundo o Observatório Sírio dos Direitos do Homem.