Última hora

Última hora

Síria/Kofi Annan: "É altura dos militares regressarem às casernas"

Em leitura:

Síria/Kofi Annan: "É altura dos militares regressarem às casernas"

Tamanho do texto Aa Aa

O antigo secretário-geral da ONU e enviado especial da organização e da Liga Árabe à Síria, Kofi Annan, visitou os campos de refugiados sírios de Hatay e Kilis, no sul da Turquia.

Durante uma conferência de imprensa ao lado do vice-primeiro ministro turco, reiterou mais uma vez a necessidade de terminar com a violência na Síria.

A Turquia criou campos de refugiados em três províncias fronteiriças que albergam atualmente 25.000 pessoas que fugiram da violência do regime de Bashar Al-Assad.

“Isto já dura há demasiado tempo. Chegou a altura de terminar com a violência. É altura de depor as armas, é altura dos militares regressarem às casernas.

Essa é uma das razões porque no plano colocamos como fundamental a questão de terminar com a violência”, sublinhou Kofi Annan.

Kofi Annan propôs um plano para o fim da crise síria que prevê a retirada do exército Sírio até esta terça-feira.

Um plano, que apesar de tudo suscita dúvidas a alguns dos mais de 10 mil sírios refugiados no Líbano.

“Só tenho que agradecer a Kofi Annan a morte de 150 pessoas desde que foi anunciada a data limite. Cento e cinquenta, mais 150. O povo sírio continua a morrer. Agradecemos à Rússia e à China a morte de gente síria. Kofi Annan quis visitar um campo de refugiados na Turquia. Enviaram-lhe um presente ao dispararem contra campos de refugiados na Turquia”, disse com sarcasmo um refugiado no Líbano.