Última hora

Última hora

Itália: Supremo confirma prisão domiciliária para comandante do Concordia

Em leitura:

Itália: Supremo confirma prisão domiciliária para comandante do Concordia

Tamanho do texto Aa Aa

O Supremo Tribunal italiano confirmou a prisão domiciliária para o comandante do Concordia, o navio de cruzeiro que naufragou em janeiro, junto à ilha de Giglio, na Toscânia, provocando a morte a 32 pessoas. O comandante Francesco Schettino é acusado de múltiplos homicídios por negligência, abandono do navio e omissão às autoridades da gravidade do acidente.