Última hora

Última hora

Demolida parte da "Montmartre de Kiev"

Em leitura:

Demolida parte da "Montmartre de Kiev"

Tamanho do texto Aa Aa

É como se de repente deitassem abaixo parte do bairro de Montmartre em Paris para construir um moderno centro de negócios. Foi o que aconteceu numa das principais atrações turísticas e zona histórica de Kiev.

Naturalmente, a população da capital ucraniana saiu às ruas para protestar com o que considera ser uma brutal agressão à Andriyivsky Uzviz, a encosta de Santo André, também conhecida como a “Montmartre de Kiev”.

O pugilista e ativista político Vitali Klitschko esteve entre as três centenas de manifestantes que se queixaram de agressões por parte da polícia e afirmaram que depois da “demolição das casas, serão as pessoas a serem corridas da colina”.

O projeto de reabilitação da zona previa a preservação das fachadas dos edifícios históricos, mas não foi isso que aconteceu na encosta dominada pela igreja de Santo André, mesmo em frente à Casa Museu Bulgakov, o autor de Margarita e o Mestre.

O dono da obra, Rinat Akhmetov, considerado o homem mais rico da Ucrânia, já pediu desculpa pelas demolições e prometeu restaurar as fachadas originais dos edifícios classificados.