Última hora

Última hora

Refugiados sírios olham para cessar-fogo com ceticismo

Em leitura:

Refugiados sírios olham para cessar-fogo com ceticismo

Tamanho do texto Aa Aa

Na Turquia reina o ceticismo entre os refugiados sírios.

O cessar-fogo é o passaporte de regresso a casa. Mas por aqui poucos acreditam que o presidente sírio esteja determinado a pôr fim à violência.

“O cessar-fogo não vai durar. Há um ano que Bashar al-Assad faz promessas, mas não acredito que retire as tropas e os tanques das cidades” afirma um homem.

Um jovem refugiado, acrescenta,“Bashar al-Assad não vai deixar de lutar. Mesmo que retire as tropas não vai desistir. Estamos a acompanhar as notícias, e temos ouvido dizer que o regime baixou as armas e que o exército está abandonar as cidades, mas está a mentir.”

De acordo com as Nações Unidas o número de refugiados sírios aumentou 40 por cento nas últimas semanas e já ultrapassa a barreira dos 50 mil. Turquia, Líbano, Iraque e Jordânia são os países mais procurados.