Última hora

Última hora

Confusão na Guiné-Bissau, depois da tentativa de golpe de estado

Em leitura:

Confusão na Guiné-Bissau, depois da tentativa de golpe de estado

Tamanho do texto Aa Aa

Permanece tensa e confusa a situação na Guiné-Bissau, depois de mais uma tentativa de golpe de estado.

As ruas estão bloquedas pelo exército, especialmente, a rua onde mora o primeiro-ministro e candidato presidencial, Carlos Gomes Júnior que lidera o partido histórico, o PAIG.

A zona das embaixadas também está bloquedada, alegamente, para impedir que personalidades locais peçam asilo nas chancelarias ocidentais.

Durante o dia houve tiroteio, que acalmou à noite.

O chefe de estado interino, Raimundo Pereira, está em local incerto, aparentemente, sob custódia dos militares.

A segunda volta das presidenciais está marcada para 29 de Abril, mas o segundo candidato mais votado, Kumba Ialá, recusa-se a participar, alegando irregularidades da primeira volta, cometidas pela candidatura de Carlos Gomes Junior.