Última hora

Última hora

Coreia do Norte: Comunidade Internacional considera lançamento "provocação"  

Em leitura:

Coreia do Norte: Comunidade Internacional considera lançamento "provocação"  

Tamanho do texto Aa Aa

A comunidade internacional definiu como “provocação” o lançamento de um foguetão, por parte da Coreia do Norte.
 
Na Coreia do Sul centenas de pessoas saíram às ruas em protesto.
 
O Japão afirmou que o regime de
Pyongyang violou as resoluções das Nações Unidas e não descarta a possibilidade de aplicar novas sanções ao país.
 
O professor de relações Internacionais, Toshimitsu Shigemura diz que “o Conselho de Segurança vai, provavelmente, emitir uma repreensão oficial, mas a questão é se a ONU, os Estados Unidos e a Coreia do Sul vão instaurar novas sanções. Se não o fizerem, a Coreia do Norte pode pensar que ganhou! “
 
A Rússia condenou o ato mas diz estar
contra novas sanções para a Coreia do Norte.
 
“Não acreditamos em novas sanções pois não vão ajudar a regularizar a situação. Consideramos que o Conselho da ONU deve ser responsável pelo cumprimento do seu trabalho e tomar as decisões que permitam avaliar o que aconteceu. Ao mesmo tempo deve tentar atingir o principal objetivo, ou seja, reiniciar as conversações entre as seis partes,” avança o ministro dos Negócios Estrangeiros Russo, Sergei Lavrov.
 
O Conselho de Segurança das Nações Unidas reúne hoje, de emergência, para decidir quais as medidas a aplicar contra a Coreia do Norte.
 
O governo de Kim Jon-Un alega que o lançamento tinha objetivos pacíficos e não prejudicaria os países da região.