Última hora

Última hora

Egito: Islamitas enchem praça Tahrir em protesto contra a candidatura de Suleiman

Em leitura:

Egito: Islamitas enchem praça Tahrir em protesto contra a candidatura de Suleiman

Tamanho do texto Aa Aa

Contra a candidatura Omar Suleiman, sob palavras de ordem como “antigo regime, nunca mais”, milhares de egípcios encheram esta sexta-feira a praça Tahrir, a pedido de islamitas e salafistas.

A Irmandade Muçulmana, banida durante o jugo de Hosni Mubarak, teme o apoio crescente ao antigo chefe dos serviços secretos. “Omar Suleiman foi vice-presidente de Mubarak. Como é que ousa candidatar-se” às presidenciais, sintetizou um deputado da maioria islamita.

Num país profundamente dividido, há quem veja na manifestação desta sexta-feira, uma agenda oculta.

“A Irmandade Muçulmana protesta agora contra os militares que eram, até ontem, seus amigos. Dizem que veem protestar contra Suleiman, mas na realidade estão apenas a servir os seus interesses particulares e não os do povo”, declarou um popular.

O parlamento passou uma lei visando especialmente travar a candidatura de Suleiman, mas é pouco provável que os militares a aprovem apesar dos muitos que acusam o ex-homem forte de Mubarak de “corrupção”.

As eleições presidenciais assemelham-se a um braço de ferro entre o poder executivo e o poder legislativo, que é como quem diz entre os militares e os islamitas. Uma situação que não augura nada de bom para uma transição política pacífica no Egito.