Última hora

Última hora

Rússia: Comissão Eleitoral afirma que as alegações de fraude em Astrakhan são falsas

Em leitura:

Rússia: Comissão Eleitoral afirma que as alegações de fraude em Astrakhan são falsas

Tamanho do texto Aa Aa

São falsos, segundo a Comissão Eleitoral da Rússia, os vídeos colocados na internet sobre alegadas fraudes no escrutínio para a Câmara Municipal de Astrakhan, uma cidade 1400 km a sul de Moscovo.

Isso não impede os apoiantes do candidato derrotado, Oleg Shein, de continuarem com a greve de fome iniciada há quase um mês para protestar contra o triunfo do candidato do partido Rússia Unida de Putin.

Shein mantém a exigência de “novas eleições” e sugere a “realização de um referendo para perguntar às pessoas da cidade se as eleições foram justas”.

Um conhecido blogger local, também membro da oposição, acredita piamente que houve fraude eleitoral e que “Shein é o verdadeiro presidente da câmara eleito de Astrakhan, mas foi afastado ilegalmente pelos gangsters locais”.

O assunto chegou à Duma, onde Vladimir Putin classificou de “estranha” a greve de fome, afirmando que as queixas de Shein vão ser resolvidas pelos tribunais.

Em resposta, a oposição abandonou o Parlamento.

Os resultados oficiais das eleições municipais em Astrakhan, junto ao mar Cáspio, deram a vitória ao candidato apoiado pelo Kremlin, com 60% dos votos, contra 30% para Oleg Shein.