Última hora

Última hora

Espanhóis indignados com o safari do rei

Em leitura:

Espanhóis indignados com o safari do rei

Tamanho do texto Aa Aa

 
Num país fortemente atingido pela crise, o safari do rei Juan Carlos está a ser mal digerido pelos espanhóis.
 
O rei partiu para uma vaigem ao Botswana, para caçar elefantes, mas um acidente em que fraturou uma anca fê-lo regressar de urgência a Madrid onde permanece internado.
 
Sem este incidente a viagem do soberano não teria sido revelada. As críticas fazem-se, no entanto, timidamente:
 
“O rei, como toda a gente, tem direito a um espaço privado, mas é verdade que nos tempos que correm, há certas coisas que os cidadãos não entendem e esta é uma delas”.
 
Há quem defenda que “o comportamento do rei é um mau exemplo” e que “Juan Carlos devia pedir desculpa”.
 
A família real espanhola tem sido atingida por uma série de incidentes que têm feito as manchetes dos jornais. O filho mais velho da infanta Helena teve alta esta segunda-feira depois de uma semana de hospitalização, na sequência de um tiro acidental no pé direito.
 
Felipe Froilan Marichalar, de 13 anos, feriu-se durante um treino de tiro, um exercício proíbido a menores de 14 anos em Espanha.
 
Em fevereiro, foi a vez do marido da infanta Cristina, Inaki Urdangarin, andar nas bocas do mundo por ligações a um caso de corrupção que o levou a ser ouvido pela justiça.