Última hora

Última hora

Karzai reconhece fracasso dos serviços de informação do Afeganistão e da NATO

Em leitura:

Karzai reconhece fracasso dos serviços de informação do Afeganistão e da NATO

Tamanho do texto Aa Aa

O fracasso dos serviços de informação das forças afegãs e da NATO está na origem da série de ataques perpetrados pelos talibãs em Cabul, no domingo.

O próprio presidente afegão, Hamid Karzai, admitiu, esta segunda-feira, em comunicado o erro dos serviços de segurança que permitiu que terroristas se infiltrassem em Cabul e noutras províncias do país e exigiu a realização de um inquérito rigoroso.

Os ataques de domingo foram lançados três dias depois da visita do secretário-geral da NATO, Aders Fogh Rasmussen, ao Afeganistão. Na conferência de imprensa conjunta, o antigo primeiro-ministro dinamarquês fez questão de referir que “as forças especiais afegãs fazem parte das melhores do mundo. Isto dá-me confiança e deve dar confiança ao povo afegão.”

Para além de Cabul, os talibãs atacaram também as capitais das províncias de Paktia, Nangarhar e Logar. Aqui os terroristas tinham como objetivo atacar uma base da NATO, um aeroporto e várias esquadras de polícia.

Na capital, as forças de segurança afegãs e da NATO conseguiram pôr um termo à chamada “ofensiva da primavera” ao fim de 18 horas. O balanço: 47 mortos, 36 dos quais terroristas de acordo com o Ministério do Interior.

Em Cabul, os ataques tinham como principais alvos o Parlamento, várias embaixadas ocidentais, uma base da NATO e a residência de um vice-presidente.