Última hora

Última hora

Rússia condenada pelo massacre de Katyn

Em leitura:

Rússia condenada pelo massacre de Katyn

Tamanho do texto Aa Aa

Setenta e dois anos depois do massacre de Katyn pelo exército soviético cai a sentença.

O Tribunal europeu dos direitos do homem condenou a Rússia pela não respeito dos direitos dos descendentes.

O tribunal não satisfez a reclamação dos familiares dos mortos quanto à ineficiência dos investigadores russos, decidindo, no entanto, que a Rússia não informou os requerentes suficientemente sobre o destino de seus familiares falecidos.

Após a invasão pela URSS, em setembro de 1939, de regiões polaca do Leste, em virtude do pacto germano-soviético, cerca de 22.000 oficiais polacos, prisioneiros do Exército Vermelho, foram abatidos na floresta de Katyn e em Mednoe (Rússia), assim como em Kharkiv (Ucrânia).

Durante décadas, a União Soviética acusou os nazis por esses assassinatos. Só foi em abril de 1990 que o dirigente soviético Mikhal Gorbatchev admitiu a responsabilidade de seu país nesses massacres.