Última hora

Última hora

Argentinos concordam com a nacionalização da YPF

Em leitura:

Argentinos concordam com a nacionalização da YPF

Tamanho do texto Aa Aa

Na Argentina, se para uns a decisão da presidente de expropriar parcialmente a companhia petrolífera YPF é um ato de coragem, para outros suscita receios.

A maioria parece concordar, mas nem todos gostam da forma como está a ser feita:

“Recuperar a nossa herança parece-me bem e não apenas nisto. Penso que todos os argentinos se devem unir em torno destas decisões para que o país pertença aos argentinos e não aos estrangeiros”, afirma uma cidadão.

Outra, lamenta:
“Penso que a companhia energética tem que pertencer ao estado, mas não desta forma. Isto tem sido uma confusão. É mais um embaraço internacional”.

Ao tomar conta da petrolífera nacional, o governo argentino conta poupar o equivalente a 11 mil milhões de euros por ano.

Para alguns analistas a medida terá como efeito imediato permitir fazer face ao aumento brutal das importações energéticas do país, mas terá um custo muito alto a longo prazo, nomeadamente porque Buenos Aires envia uma mensagem muito negativa aos investidores.