Última hora

Última hora

Mais de mil prisioneiros palestinianos em greve de fome

Em leitura:

Mais de mil prisioneiros palestinianos em greve de fome

Tamanho do texto Aa Aa

1200 prisioneiros palestinianos iniciaram esta terça-feira uma greve de fome por tempo indeterminado por ocasião da jornada dos presos palestinianos, celebrada todos os anos a 17 de abril.
 
Através de um comunicado, as autoridades penitenciárias israelitas informam também que 2300 reclusos decidiram não se alimentar nas próximas 24 horas.
 
Em Gaza, uma mãe conta que “há oito anos que não vejo os meus filhos. Recebo uma mensagem de cinco em cinco meses, mas não há outro tipo de contacto. É a família que vive na Cisjordânia e que os podem visitar que me vai dando notícias.”
 
As autoridades penitenciárias de Telavive anunciaram esta terça-feira que vão libertar um responsável do grupo radical Jihad Islâmica. Khader Adnane esteve em greve de fome durante 66 dias, um novo recorde, por ter estado detido durante quatro meses sem acusação formal.