This content is not available in your region

Aprender em cenários de conflito

Access to the comments Comentários
De  Euronews
Aprender em cenários de conflito

<p>De acordo com a <span class="caps">UNICEF</span>, nos países separados por conflitos armados, 39 milhões de crianças não fazem sequer o primeiro ciclo. E regressar à escola não é fácil. Esta semana olhamos tentativas de educar estas crianças nas situações mais difíceis. Vamos à Costa do Marfim, Somália e Gaza.</p> <p><strong>Costa do Marfim: de volta à escola</strong></p> <p>Abidjan, Costa do Marfim. As eleições presidenciais, no final de 2010, acabaram em violência por todo o país e o sistema educativo deixou de existir.</p> <p>No pico da crise, mais de um milhão de crianças registadas não frequentava a escola. A calma foi restabelecida e as escolas reabriram, mas nem todos os bancos das salas de aulas são facilmente ocupados. </p> <p><a href="http://www.unicef.org/">unicef</a></p> <p><strong>Somália: Regressar a casa</strong></p> <p>Na Somália, país devastado pela guerra civil, o sistema educativo também foi destruído. A falta de investimento, de professores habilitados e de recursos fez da aprendizagem uma batalha para muitos estudantes. </p> <p>Mas um projeto está a levar professores somalis de volta ao seu país para ajudarem o Ministério da Educação a reconstruir e desenvolver todo o sistema. </p> <p><a href="http://www.cfbt-africa.com/index.php?page=icdsea">africa</a></p> <p><strong>Gaza: vencer desafios</strong></p> <p>Nos territórios palestinianos a violência e o conflito resultaram numa instrução limitada e péssimas condições de vida para muitas pessoas em Gaza. </p> <p>Mas há um projeto, Al Fakoora, que está a resolver alguns dos problemas, através da reconstrução, reabilitação psicológica e atribuição de bolsas de estudos. </p> <p><a href="http://fakhoora.org/">fakhoora</a></p>