Última hora

Última hora

França vai ter de impor austeridade

Em leitura:

França vai ter de impor austeridade

Tamanho do texto Aa Aa

Habituada a “viver à grande e à francesa” há quase quatro décadas, Paris vai ter de impor austeridade qualquer que seja o vencedor das eleições presidenciais.

A palavra austeridade foi banida dos discursos dos principais candidatos, mas a segunda maior economia da zona euro tem um défice de 5,2% do PIB e no ano passado gastou quase 3% do PIB para pagar juros da dívida.

Jean-Marc Vittori, editorialista no jornal “Les Echos”, defende: “A França tem problemas de dívida e de défice, mas são menos sérios do que na Grécia, porque França nunca mentiu, menos sérios do que em Itália, porque a dívida francesa é muito menor e menos sérios do que em Espanha, porque o défice não explodiu. Mas França tem um verdadeiro problema de dívida pública por ser incapaz de controlar as despesas”.

Para além das contas em desordem, a França sofre este ano uma forte desaceleração económica. O crescimento deverá ficar pelos 0,5 por cento. A dívida atinge os 85,8% do PIB, agravada pela subida do desemprego para 10%, em fevereiro, e uma degradação do tecido industrial.

A Renault é apenas uma das empresas que deslocaliza pouco a pouco a produção, com consequências para o emprego e as receitas públicas. A capacidade industrial de França representa agora 15% do PIB, ou seja, metade do nível da Alemanha.