Última hora

Última hora

Suíça reintroduz quotas de imigração para oito países europeus

Em leitura:

Suíça reintroduz quotas de imigração para oito países europeus

Tamanho do texto Aa Aa

A Suíça atraiu as críticas das instituições europeias, ao decidir restabelecer esta quarta-feira as quotas de imigração para trabalhadores de oito países do bloco comunitário.

O Conselho Federal suíço defendeu a decisão, que afeta essencialmente países da Europa de Leste, com o aumento significativo da imigração em 2011.

A ministra da Justiça diz que o governo “não tem medo, mas é sensível aos receios e sentimentos da população, que diz que é positivo que existam tantas pessoas que querem trabalhar para os suíços, mas também existem coisas que fazem medo”.

A partir de 1 de Maio, a Suíça apenas atribuirá duas mil autorizações de trabalho a cidadãos da Estónia, Hungria, Letónia, Lituânia, Polónia, Eslováquia, Eslovénia e República Checa. No ano passado, foram concedidas seis mil autorizações.

A chefe da diplomacia europeia diz que se trata de uma “violação do acordo de livre circulação de pessoas”.

Um porta-voz da Comissão Europeia frisou o mesmo, explicando que “existiam exceções para os novos Estados-membros até 2011, mas isso chegou ao fim e a Suíça não tem o direito de fazer uma diferenciação. Somos Vinte e Sete e é assim que deve ser”.

O governo suíço refugiou-se no entanto numa cláusula do acordo de livre circulação que lhe oferece a possibilidade de reintroduzir unilateralmente quotas até 2014.