Última hora

Em leitura:

"Amigos da Síria": plano de paz de Annan é a "última esperança"


França

"Amigos da Síria": plano de paz de Annan é a "última esperança"

Paris acolheu, esta quinta-feira, um encontro do chamado grupo de “Amigos da Síria”, que incluí países como os Estados Unidos, a Turquia, Arábia Saudita ou o Catar.

A declaração final considera que “apesar de frágil”, o plano de Kofi Annan representa a “última esperança para a paz, a última esperança para evitar a guerra civil na Síria”.

Os “Amigos da Síria” insistem que, para o plano ter sucesso, é necessário “colocar no terreno, o mais depressa possível, uma missão de observação robusta”, explicou Alain Juppé, ministro dos Negócios Estrangeiros francês.

A chefe da diplomacia norte-americana, Hillary Clinton quer avançar com sanções, caso Damasco não cumpra o plano de Annan, mas para isso ainda tem de convencer Moscovo e Pequim a não vetarem uma resolução no Conselho de Segurança das Nações Unidas.

A reunião desta quinta-feira em Paris tinha por objetivo encontrar novas – e mais eficazes – formas de aumentar a pressão sobre o regime de Damasco, mas a ausência da Rússia e da China só evidencia que a unidade necessária para resolver a crise na Síria é ainda uma miragem.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Síria: Pelo menos 130 civis mortos desde o cessar-fogo