Última hora

Última hora

Manifestantes egípcios exigem presidenciais "limpas" de Mubarak

Em leitura:

Manifestantes egípcios exigem presidenciais "limpas" de Mubarak

Tamanho do texto Aa Aa

De novo, a Praça Tahrir, no Cairo, volta a acolher milhares e milhares de manifestantes. Desta feita, em protesto contra os candidatos das eleições presidenciais que estiveram associados ao antigo regime de Hosni Mubarak.

A primeira volta do escrutínio decorre nos próximos dias 23 e 24 de maio.

Vários movimentos mobilizaram-se para, dizem, “proteger a revolução”.

Um dos manifestantes destacou uma das reivindicações: afastar os militares do poder, porque “subsiste o sentimento de que, um ano e meio após a revolução, nada realmente mudou, a fraude e a opressão continuam a existir.”

A Comissão Eleitoral egípcia já afastou, por motivos diversos, dez candidatos da corrida presidencial, entre os quais dois potenciais favoritos: o salafista Hazem Abu Ismail e Kairat al-Chater, da Irmandade Muçulmana.

A segunda volta vai decorrer em Junho. E até ao final desse mês, a cúpula militar garante que o novo presidente irá assumir integralmente o poder.