Última hora

Última hora

Oito dias de violência igual a 130 mortos na Siria

Em leitura:

Oito dias de violência igual a 130 mortos na Siria

Tamanho do texto Aa Aa

Moscovo defende unidade em torno do plano Annan para reforçar o cessar-fogo na Síria.

Enquanto a violência continua, o governo de Bachar Al Assad assinou ontem um acordo preliminar sobre o protocolo que enquadra o trabalho dos observadores enviados pela ONU para verificarem a trégua.

O ministro dos Negócios Estrangeiros russo considerou que apesar das violações e das provocações, o cessar-fogo está a ser respeitado no conjunto mas é importante união em torno do plano Annan para que possa ser aplicada a segunda parte da resolução.

A Rússia, principal aliado do regime do presidente sírio Bashar Al-Assad, bloqueou com a China duas resoluções no Conselho de Segurança das Nações Unidas a condenar a repressão do movimento de contestação, do qual terão resultado cerca de 11.000 mortos em pouco mais de um ano.

Nos últimos oito dias 130 civis morreram apesar da trégua.

A oposição armada apelou para uma intervenção militar de “países amigos” sem o aval da ONU.