Última hora

Última hora

Segurança apertada no Bahrein

Em leitura:

Segurança apertada no Bahrein

Tamanho do texto Aa Aa

Segurança reforçada no Bahrein no dia do Grande prémio de Formula 1.

As autoridades querem manter a contestação social longe das câmaras de televisão e evitar que os manifestantes se aproximem de Manama.

Mas a tensão é evidente noutras cidades do país.
Nos arredores da capital, manifestantes e polícia voltaram a envolver-se em confrontos.

Segundo o presidente da Associação da Juventude para os Direitos Humanos várias pessoas ficaram feridas.

Os protestos que começaram em 2011 para exigir reformas políticas num país dirigido por um regime sunita foram, na altura, violentamente reprimidos.

A morte de um manifestante na noite desta sexta-feira inflamou os ânimos nas ruas e deu uma nova força à oposição xiita.

Ao longo da ultima semana, milhares de pessoas saíram à rua para exigir reformas no país e a libertação de um ativista detido no ano passado, e em greve de fome desde fevereiro.

Em comunicado, o rei do Bahrein comprometeu-se, entretanto, a dar início às reformas democráticas e à reconciliação do país. Mas os manifestantes mais que palavras querem ações.

Ativistas da oposição garantem que as detenções são, praticamente, diárias e querem com o Grande Prémio de Formula 1 mostrar ao mundo que a tranquilidade que se vive no Bahrein é, apenas, aparente.