Última hora

Última hora

Bolsas fundam no rescaldo da primeira volta em França

Em leitura:

Bolsas fundam no rescaldo da primeira volta em França

Tamanho do texto Aa Aa

Os resultados da primeira volta das eleições presidenciais francesas fazem afundar as bolsas europeias. Os investidores temem o fim do eixo Merkel-Sarkozy, até agora sólido na luta contra a crise da dívida europeia, e um abrandamento na aplicação de medidas de austeridade.

O mercado penaliza as fraquezas do programa económico do socialista François Hollande mas também a forte progressão da extrema-direita, com um discurso anti-imigração e antieuropa.

O analista François Chaulet acrescenta: “Para um investidor estrangeiro ver uma radicalização da vida política em França, com a Frente Nacional a conseguir superar os 18% e a extrema-esquerda a ter também um resultado elevado, traz algum nervosismo sobre a capacidade de governo em manter a coesão social em boas condições.

Às eleições francesas junta-se a crise na Holanda e fraca conjuntura económica na zona euro. No final, Milão afunda quase 4%, Paris e Frankfurt mais de 3%, Madrid mais de 2% e Lisboa 1,6 por cento.

O euro cede terreno na casa de 1,31 dólares.

O petróleo cai mais de um por cento. Em Londres, o barril vale 117 dólares.